o que postei vou me apresentar meu nome é Juliano, 38 anos 1,88 de altura, branco com cabelos e olhos castanhos escuros, casado com Julia 30 anos 1,70 branca de cabelos castanhos escuros, e olhos castanhos esverdeados pernas grossas, um quadril lindo e peitos proporcionais e totalmente naturais. Há algum tempo atrás afim de esquentar o relacionamento comecei a mudar alguns hábitos, primeiro perguntei a ela se ela teria coragem de usar fio dental na praia..para

Uma vez, eu e a Amanda, fomos convidados pra um baile a fantasia.

A Amanda é uma amiga minha da escola, que toda vez que vou na casa dela, curte brincar de boneca comigo. Gosta de me vestir com suas roupas, me pentear, me maquiar, pintar minhas unhas, me deixando que nem uma menina de verdade.

Já era a noite, todos haviam ido embora, ficamos apenas eu e a secretária no escritório, um pouco premeditado é claro, afinal já fiz ela minha putinha várias vezes, uma delas já contei aqui.

Ela é a Mirela, secretária da diretora da empresa, loira, 1,70, cinturinha fina, uma bunda gigantesca e linda, 35 anos e é casada, sempre se veste muito bem,

ola estou aqui para contar para vcs o que aconteceu neste final de
semana final da copa das confederaçoes eu e minha namorada resolvemos
sair para ver o jogo do brasil em um bar com as amigas dela chegamos no
bar antes do jogo e ficamos bebendo e conversando durante o jogo tinha
bastate gente no bar e durante as comemoraçao dos gols tinha um grupo de
caras que estavam do nosso lado e sempre que podiam davam uma deixa
para as amigas e minha namorada que eles estavao de olho nelas um dos
cara durante a comemoraçao do 3 gol aproveitou e abraçou minha namorada
apertando sua bunda fingi que nao vi escutei ele comentar que guando ela
fosse no banheiro ele iria ir atras logo que minha namorada saiu para
ir no banheiro ele se levantou e foi atras so que uma das amigas da
minha namorada tambem se levantou e foi atras dela reparei que nao
demorarao muito e o cara voltou com um cara meio estranha perguntei a
minha namorada se tinha acontecido algo e ela me contou que a amiga dela
foi atras dela para ver se o cara iria fazer alguma coisa com ela foi
ai que ela se surpreendeu com a atitude da amiga pois ela ficou com ela o
tempo todo sem dar espaço para o cara quando ja estavamo saindo vi que
os caras que estavam do nosso lado resolverao sair tambem a amiga da
minha namorada nos pediu carona para minha surpresa minha namorada falou
que dava carona para ela so que ela queria antes passar no mirante para
ver a cidade um pouco vi que os caras da mesa do lado escutarao e
falarao em algo como ir tambem para o mirante durante o trajeto para o
mirante a amiga da minha namorada comessou a falar de sexo esta super
descontraido com o assunto que nao reparei que o carro que vinha atras
da gente era o dos caras do bar resolvemos ir para a parte mais isolada
do mirante ao qual so cabe dois carros a amiga da minha namorada
resolveu sair do carro para fumar nos deixando so logo comessei a tirar a
roupa dela e chupar aquela buchdtinha gostosa estava tao ocupado
chupando ela que nao vi o carro dos caras parado do lado do nosso minha
namorada ja estava totalmente sem roupa quando vi que a amiga dela
conversava com um dos rapases  e os outros estavam com o pau para fora
se masturbando vendo minha namorada nua tirei meu pau para fora da calça
e coloquei em sua boca fazendo ela ficar com a bunda empinada para o
lado dos caras que estavao fora do carro foi quando um dos caras o que
tinha passado a mao na bunda dela abril a porta e enfiando a cara na
bucheta dela chupando ela como um louco vi que a amiga da minja namorada
se assustou com o ocorrido pois ela nao sabia de nada do que fasiamos
ficando sem grassa ela ficou do lado de fora do carro eu resolvir
chamala para entrar e ficar do meu lado pois mi ha namorada ja estava
fora do carro chupado os caras ela se sentou ao meu lado vendo meu pau
duro perguntou se poderia pegalo respondir que sim e levei seu rosto de
encontro a minha rola fazendo ela chupar bem gostoso escutei o cara
falando que des que viu minha namorada ficou louco para comela este
devia ter um pau de 21 cm e muito grosso como minha namorada gosta ele a
levou para o carro deles e ja foi enfiando o pau na sua buchetinha e
fazendo ela gemer enguanto isso ja tinha tirado a roupa da amiga da
minha namorada para maior surpresa minha ela era muito gostosa tinha sua
buchetinha depilada e o cuzinho tambem lambi ela toda enfiei a lingua
en seu cu e escutei ela gemendo bem gostoso resolvi meter o pau na sua
bucheta e vi que minha namorada ja estava sendo fodida por outro cara e
com uma fila dos caras fasendo para meter nela quando estava metendo o
pau na bucheta da amiga sentir que estava dificil de entrar e dei uma
forçada estourando seu imem sua virgindade ate entao estavala vi meu pau
puro sangue e ela com um cara de apaixonada me dando um beijo e falando
que me amava me assustei mais nao tirei o pau de dentro dela e
continuei o serviço ate gozar dentro dela vi a minha porra se misturar
com o sangue dela e lembrei que tinha me esquecido de colocar a
camisinha olhei para minha namorada e vi que os caras estavam com
camisinha fiquei mais tranquilo com la e preoculpado comigo pois tinha
enchido a bucheta da amiga deporra e se ela estivesse em periodo fertil
na mesma hora a amiga me disse que tomava remedio ja pois tinha que
controlar seu siclo fiquei aliviado com aquilo e resolvi prestar a
atençao na minha namorada que se preparava para fazer uma dp com os
caras coisa que ela adora e dois paus nela o s caras ja nao esvam mais
aguentado e resolverao gozar e perguntarao para ela onde poderiam gozar
ela se levantou e mostrou os peitos e falou quero no meu peitos foi como
um banho de leite encheirao os peitos dela de porra que escorria pelo
corpo todo dei ela uma toalha que guardo no carro para ela se limpar os
caras  foram em bora e vimos que tinja outro carro parado com outro cara
vendo tudo emse masturbando a amiga da minja namorada se levantou foi
ate o carro do cara se inclicou e chupou ele ate ele gozar na boca dela
ela nos olhou e mostros a boca cheia de porra e veio em nossa direçao e
pediu para tirar uma foto dela com a boca cheia de porra tirei a foto e
ela cuspiu a porra no chao pegou uma garrafa de agua e tomou um gole e
falou que queria saber o gosto de porra como era rimos e saimos para
levala em casa no caminho ela me pediu para fodela novamente so que
queria que minha namorada a chupasse enguanto eu comia desta ves o
cuzinho virgem dela tambem resolvemos que so tinha um lugar para ir e la
famos um motel que so sairmos  de manha pois tinhamos que trabalhar
estou no trabalho escrevendo para vcs e as duas forao trabalhar tambem
imaginem so como e que elas estao trabalhando hoje depois de passarmos a
noite toda metendo mau consigo encostar a mao no meu pau para ir no
banheiro e elas que trabalhao sentada ja me falarao que o cuzinho delas
estao arde do de tantl qje minha rola entrou neles espero que vc tenham
gostado pois eu adorei contar para vcs o ocorrido da noite passada

DP com meu marido e amigo

Oi pessoal, sou eu mais uma vez, a Bárbara para contar como foi a minha primeira dupla penetração com meu marido e meu ex-colega de trabalho. Ele é na verdade aquele que trepei quando ainda morava no Rio de Janeiro, logo depois que meu ex-chefe me comeu, voces lembram? Com certeza, até o final desse conto, terei de dar uma paradinha estratégica para gozar mais uma vez, pois como não sou de ferro vou me deliciar nos meus dedos. Bem, então vamos la. O nome desse meu ex-colega de trabalho é Luiz e se voces se lembram,ele sempre foi de falar coisas que deixam qualquer mulher feliz e cheia de tesão. Quando chegamos no Rio de Janeiro disse ao meu marido que gostaria de encontrar o Luiz novamente e meu marido topou na hora. Telefonei para o Luiz e marcamos assistir o desfile das escolas de samba na casa dele e que estava louca de vontade de ver a mangueira entrar. rsrsrsrsrs. Chegamos então na casa do Luiz na segunda-feira de carnaval e depois de colocar o papo em dia e bebermos nossa cervejinha gelada fomos "assistir" o desfile. Eu estava com um vestido de alças, sem sutiã, com uma calcinha branca e sandálias de salto alto, o que me deixa bem mais interessante do que sou, e olha que me acho bem interessante. Sentamos no sofa sendo eu no meio dos meus dois homens. Ficamos vendo o desfile com a luz apagada quando meu marido começou a bolinar meus seios. Estava ele dando um sinal que a sacanagem iria começar. Ele abaixou as alças do meu vestido me deixando com os seios de fora e depois de apalpar primeiro o direito e depois o esquerdo, passou a chupar me fazendo gemer e ficar toda arripiada. Luiz colocou a mão entre as minhas pernas e foi colocando o dedo na minha buceta já então encharcada de tesão. Ele puxou a minha calcinha para o lado e ficou brincando com o meu grelo me fazendo gozar pela primeira vez. Foi então que disse ao meu marido que a minha calcinha estava me incomodando. Ele parou de mamar meus seios e sem falar nada levantou o meu vestido e tirou a minha calcinha me deixando toda a berta as olhos do Luiz. Meu marido voltou a mamar meus seios e o Luiz se colocou entre as minhas pernas e caiu de boca na minha buceta, chupando e mordendo de leve meu grelo. Fiquei ali aproveitando o prazer que eles me proporcionavam e apertando a cabeça do Luiz entre as minhas pernas gozei mais uma vez. Luiz, já completamente nu e de pau duro, sentou novamente no sofa e achei que deveria recompensar o meu prazer. Segurei o pau dele e primeiro dei uma lambida na cabeça do pau e com a língua fui descendo até chegar as bolas dele e chupei uma de cada vez. Depois voltei pelo mesmo caminho até chegar novamente a cabeça do pau e enfiei todo ele na boca e passei a mamar aquele pau duro e grosso que me dava tanto prazer. Junto com as chupadas eu tocava de leve uma punhetinha fazendo o Luiz gemer de prazer. Com o pau dele todo na boca senti que ele estava começando a inchar o que significava que o Luiz ia gozar logo. Meu marido assistia tudo com seu pau na mão e quando o Luiz disse que iria gozar, ele segurou a minha cabeça e forçou para baixo não me deixando tirar o pau do Luiz da boca. Comecei a sentir os jatos de porra sendo despejados na minha boca e apesar de não gostar engoli tudo, pois quando é pra dar prazer ao parceiro eu não tenho pudores. Quando Luiz acabou de gozar e eu de engolir toda porra dele, passei a dar lambidas na cabeça do pau dele pra limpar de vez todo o pau e não deixar uma gotinha de porra. Vieri para o meu marido e dei um beijo de na sua boca, fazendo ele sentir o gosto do pau do Luiz e o sabor da sua porra. Luiz então se posicionou por trás e passaou a enfiar seu pau dentro da minha buceta. Ele enfiava e tirava bem vagarosamente me fazendo sentir cada centímetro de pica dentro de mim enquanto eu continuava a beijar meu marido. Depois de algumas estocadas cada vez mais forte, Luiz não aguentou e gozou dentro de mim. Não sei se voces sabem mas adoro sentir um jato de porra dentor da buceta. Isso me da o maior tesão. Então virei para o meu marido e comecei a chupar o pau dele da mesma maneira que tinha feito com o Luiz. Desta vez fiz mais rápido para meu marido gozar logo, pois ele estava sem gozar desde que começamos e eu não estava muito afim de esperar. Meu marido gozou uma enormidade de porra na minha boca e pra não rolar ciúmes ou coisa parecida, engoli tudo também. Aí foi a vez de fazer o Luiz sentir o gosto do meu marido e fui beijar ele na boca como tinha feito com o meu marido. Paramos pra descansar e comer alguma coisa pois o esforço abriu o nosso apetite. Fui a cozinha e peguei alguns quitutes com as cervejas e ficamos beliscando e bebendo enquanto via o desfile. Eu estava de vestido ainda e meu marido e o Luiz estavam nus. Meu marido então tirou o meu vestido me deixando nua como eles estavam. O pau do meu marido estava duro de novo e o do Luiz começando a endurecer. Meu marido então deitou no tapete de costa e com o pau duro me chamou para sentar nele. Passei minhas pernas por cima dele e encachei seu pau na entrada da minha buceta. Fui descendo lentamente até sentir as bolas do meu marido encostando nos meus lábios vaginais e então comecei a cavalgar. Luiz veio para minha frente e colocou o pau na minha boca. Passei a mamar aquele pau até deixar completamente duro. Eu não pretendia fazer nada além daquilo que estava fazendo quando meu marido pediu para o Luiz ir pra trás de mim. Confesso que fiquei sem entender o que estava pra acontecer mas quando meu marido abriu a minha bunda deixando meu anelzinho exposto fiquei assustada. Claro que sempre quiz experimentar uma dupla penetração mas não estava esperando para aquele dia, pois tudo que fazemos, eu e meu marido, é combinado primeiro. Luiz estava de pau duro atrás de mim e eu com o pau do meu marido todo enfiado na minha buceta e com a bunda aberta convidando o Luiz a entrar. Senti o Luiz passar um líquido no meu cú e enfiar seu dedo que entrou facilmente. Bem, eu estava ali com o cú lubrificado e esperando ser penetrado pelo pau do Luiz. Ele se ajeitou e colocou a cabeça do pau na entrada do meu cu e pediu para o meu marido parar com os movimentos e passou a entrar lentamente. Não sei se por medo me tranquei toda o que fez a penetração ser mais dolorosa do que prazerosa. O Luiz continuou enfiando até eu sentir todo o pau dele dentro da minha bunda. Relaxei então e comecei a aproveitar a nove experiencia que estava sentindo. Meu marido e o Luiz reverzavam a penetração e enquanto um entrava o outro saia. Aquilo foi ficando deliciosamente gostoso e acabei esquecendo as dores e sentindo muito prazer. Meu marido gozou dentro da minha buceta mas continuou com o pau duro dentro dela até o Luiz me inundar a bunda de porra. Depois caiu por cima de mim me fazendo de recheio de sanduiche de homem. Ficamos deitados descansando um do lado do outro, mas eu sentia sair porra por todos os lados e resolvi ir tomar um banho. Cheguei no banheiro e liguei o chuveiro deixando a água cair no chão e lembrando da loucura que tinha acabado de fazer e mesmo que não quizesse lembrar meu cuzinho não me deixava esquecer. Enqunto lembrava fui ficando cheia de tesão e doida pra trepar de novo quando vejo o Luiz entrar no banheiro com uma tolha limpa pra mim. Perguntei pelo meu marido e ele disse que estava dormindo. Perguntei se ele então não queria tomar banho comigo e ele disse que essa era a sua intensão. Entramos debaixo da água e começamos a nos beijar. Seu pau estava duro novamente encostando na minha barriga e eu me ajoelhando passei a chupar seu pau. Ele segurava a minha cabeça e fudia a minha boca como se fode uma buceta. Não sei se a intensão dele era gozar de novo na minha boca mas eu queria sentir a porra dentro do meu corpo. Perguntei se ele não queria fuder a minha bunda novamente e ele me levantou e jogou o sabonete no chão me pedindo pra pegar. Fiquei curvada com as mãos no chão e o Luiz dirigiu seu pau para entrada do meu cu enfiando desta vez sem dó e nem piedade. O pau dele entro de uma vez e me segurando pela cintura me levandou e passou a fuder a minha bunda estocando sempre fundo o seu pau dentro de mim. Ficamos nessa posição até que ele no meu ouvido disse que estava adorando o carnaval e que iria gozar novamente dentro da minha bunda. Os jatos foram fortes e ele continuou ainda alguns segundos metendo seu pau até retirar ele de vez e ficar com ele na minha bunda e massageando meus seios. Eu gozei tantas vezes que nem sei qual foi a melhor gozada. Acho que todas foram maravilhosas. Depois de terminarmos nosso banho em que um assaboou o outro, fomos para a sala onde meu marido dormia e ficamos vendo o desfile.
Quando meu marido acordou, eu já estava arruamada. Ele foi ao banheiro, tomou um banho rápido e fomos embora pra casa. O Luiz disse que foi a melhor trepada da sua vida e pelas vezes que ele gozou, deve ter sido mesmo. Eu achei que não poderia ter sido melhor. Meu marido disso que tinha realizado mais um sonho dele que era fuder a minha buceta com um pau enfiado no meu cú. Claro que ainda trepamos de novo quando chegamos em casa e desta vez era eu e ele, o homem que eu amo.